Pegada Ecológica

Compartilhe:

Você já parou e pensou qual a marca que você deixa no meio ambiente? Ou seja, qual o impacto que você tem causado no meio ambiente? Pois bem, essa é a ideia da pegada ecológica, traduzida do inglês ecological footprint.

Mas o que é uma pegada ecológica, e porque devemos medir? A pegada ecológica tem a função de nos mostrar o quanto de recursos da natureza nós utilizamos para manter nosso estilo de vida. Ou seja, mede o nosso consumo de recursos naturais e a capacidade de regeneração dos mesmos, se estão na mesma velocidade, sua pegada é pequena, entretanto se o consumo de recursos naturais é maior que a sua capacidade de regeneração, ai tem-se o desequilíbrio. Desta forma, quanto maior sua pegada, maior o impacto que você causa no meio ambiente.

A pegada mede parâmetros como consumo de materiais, móveis, roupas, alimentação, tipo de transporte utilizado, atividades na hora de lazer, entre outros, através dos seguintes componentes: emissões de CO2, áreas de cultivo, pastagens, florestas, áreas construídas e estoques pesqueiros. Ela é expressa em hectares globais e permite comparar e verificar se o consumo está dentro da capacidade ecológica do planeta. Um hectare global significa um hectare de produtividade média mundial de terras e águas produtivas em um ano, temos em média 2,1 hectares por habitante na terra, se o seu consumo for superior a isso, sinal que você está em desequilíbrio com a natureza.

O cálculo de pegada ecológica pode ser feita por pessoa, cidade, comunidade ou país.

Nas cidades a pegada ecológica deve ser adotada como uma ferramenta de gestão ambiental e urbana. Recentemente foi calculada a pegada ecológica para a cidade de São Paulo, e constatou-se que se todos vivessem no mesmo estilo dos paulistanos seriam necessários 2,5 planetas. O Brasil, como um todo, já consome mais do que produz também, em média são necessários 1,4 planetas para se manter o consumo dos brasileiros.

Desde os anos 70 constatou-se que o consumo de recursos naturais no mundo já é maior que a capacidade do mundo em renová-las. Atualmente utilizamos 50% mais do consumo do que a nossa capacidade de produção. A Organização das nações unidas, afirma que em 2050 serão necessário 3 planetas para suprir a necessidade da população mundial

Mas o que você pode fazer para reduzir a sua pegada ecológica? A primeira coisa a se fazer é adotar um estilo de vida mais saudável, mais equilibrado com o meio ambiente. Mas como fazer isso? Segue algumas dicas: Economize energia, seja na redução do tempo de banho ou no uso racional dos equipamentos eletrônicos; reduza a geração de resíduos, altere seu meio de transporte, use sistemas alternativos ou coletivos; reduza o consumo de carne; veja se a sua moradia otimiza a iluminação e ventilação natural, e se não possui nenhum vazamento. Essas são algumas coisas que podemos fazer para reduzir nossa pegada.

Ficou curioso para saber qual a sua pegada? Acesse: www.footprintnetwork.org ou www.wwf.org.br e calcule a sua pegada!

Para que possamos garantir que as próximas gerações tenham condições favoráveis à vida, é necessário revermos as nossas ações, que o nosso consumo não seja em ritmo superior ao da capacidade de regeneração do nosso planeta, para só assim caminharmos para uma sociedade sustentável.

Arquiteta Adriane Savi  – texto

imagem: http://www.colegioraizes.com.br/raizesdaserra/2012/04/02/pegada-ecologica/

 

 

Jornal Folha Condomínios
Author: Jornal Folha Condomínios

Jornal Folha Condomínios - Um jornal focado nos condôminos e profissionais que atuam em condomínios.


Compartilhe:

Jornal Folha Condomínios

Jornal Folha Condomínios - Um jornal focado nos condôminos e profissionais que atuam em condomínios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *